PepsiCo quer uma cadeia de valor mais sustentável

A PepsiCo acaba de lançar a pep+ (PepsiCo Positive), uma mudança estratégica que aposta na sustentabilidade como o elemento central para a empresa criar crescimento e valor. A pep+ (PepsiCo Positive) orientará a forma como a empresa vai transformar as suas operações de negócios desde a obtenção de ingredientes e fabrico e venda dos seus produtos de uma forma mais ler mais…

Sector agroalimentar: Cadeias de abastecimento em pleno funcionamento

As frutas e legumes portugueses continuam a fazer as “delícias” dos mercados externos, com as exportações a crescerem a um ritmo positivo. E nem mesmo a actual crise pandémica fez o sector agroalimentar parar. Foi com «profissionalismo e resiliência» que este sector conseguiu evitar, no último ano, disrupções e falhas no fornecimento de produtos frescos, como diz Gonçalo Santos Andrade, ler mais…

Relatório revela que sector alimentar enfrenta “disrupção e incerteza”

A pandemia da COVID-19 abalou o sector de retalho alimentar na Europa, causando uma situação de disrupção e incerteza contínuas. Esta é uma das principais conclusões do relatório “O estado da Alimentação: disrupção e incerteza. A situação do retalho alimentar em 2021” (The State of Grocery), preparado pela McKinsey & Company e pela EuroCommerce. O relatório, baseado num inquérito a ler mais…

Postres Reina adquiriu uma participação maioritária da Condi Alimentar

A Postres Reina (Grupo Reina) adquiriu, após meses de negociações, uma participação maioritária na empresa portuguesa Condi Alimentar, SA. Sedeada na Malveira e com 2 fábricas na zona da Grande Lisboa, a Condi tem como principal actividade a produção e distribuição gelatinas e outras sobremesas em pó, sendo uma das principais empresas nesta categoria no mercado português. Os irmãos Luís ler mais…

Consumidores mais exigentes querem saber origem e processo de produção dos alimentos

O estudo “Kellogg, Sencillez desde el origen”, que contou com a participação de mais de 800 espanhóis com idades entre os 18 e 65 anos, reflecte o nível do conhecimento existente sobre as novas tendências do sector da alimentação. Revela ainda a necessidade de os produtos disponibilizarem mais informação sobre a sua composição, bem como da origem, processo de produção ler mais…

Tecnologias inovadoras na supply chain reduzem desperdício de alimentos

Uma cadeia de abastecimento ineficiente é uma das principais causas de desperdício de alimentos. Quase um terço da produção global de alimentos acaba por ser desperdiçada. Segundo o World Economic Forum essas perdas levam a custos adicionais de procurement e distribuição, obrigando as empresas e os consumidores a gastarem mais em produtos alimentares. A perda de alimentos pode ser o ler mais…