Deliver Lisboa com saldo muito positivo

Agora que o Deliver 2019, realizado no Centro de Congressos do Estoril terminou que balanço faz do mesmo? Estou contente com os resultados. Baseio-me no feed back que recebi dos parceiros, dos participantes, dos oradores. Havia muitos sorrisos, muitas pessoas ocupadas em reuniões, muitas pessoas a partilhar ideias, penso que a equipa pode estar feliz. Este ano tiveram 1000 participantes, ler mais…

Supply Chain Top 25 – Gartner anuncia o ranking de 2019

Entre os anúncios mais esperados da Gartner Supply Chain Executive Conference realizada em Phoenix, no Arizona, este mês, foi a apresentação do “Supply Chain Top 25”, que identifica e destaca as empresas líderes. A Colgate-Palmolive conquistou o primeiro lugar no ranking pela primeira vez, seguida pela Inditex, Nestlé, PepsiCo e Cisco. A empresa chinesa de comércio eletrónico Alibaba e a ler mais…

XPO Logistics lança em Portugal serviço de megacamiões

A XPO Logistics anunciou esta semana o lançamento do seu novo serviço de megacamiões em Portugal após ter conseguido a aprovação por parte do Instituto da Mobilidade e dos Transportes de Portugal. Segundo a empresa, os megacamiões realizarão trajectos dedicados em regime de exclusividade para a empresa de bebidas, Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, desde a sua Cervejeira, em ler mais…

UPS opta pelo gás natural

A UPS iniciou sua transição para o gás natural em 2013 e vê agora este combustível como uma maneira de melhorar a sua pegada de carbono enquanto economiza custos. Existem algumas opções quando se trata de fazer a transição para uma fonte de energia mais sustentável para veículos: eletricidade, células a combustível de hidrogénio, gás natural liquefeito, para citar apenas ler mais…

Makro e CHEP com 25 anos de parceria

A Makro Portugal e a CHEP celebram 25 anos de parceria, no contrato mais antigo alguma vez assinado entre a CHEP e uma empresa de distribuição. Esta parceria fornece paletes que a empresa grossista utiliza para movimentar produtos e equipamentos nas suas 10 lojas em Portugal, sendo partilhadas e depois reutilizadas. O contrato assinado com a empresa de distribuição grossista ler mais…

Ford faz piloto com robot para entregas nos últimos metros

A entrega de última milha é notoriamente ineficiente. Além da sobrecarga de grandes volumes de encomendas nas cadeias de abastecimento, a personalização de rotas de entrega entre residências, blocos de apartamentos, lojas de retalho e escritórios pode resultar em perda de tempo, menor eficiência energética e maior congestionamento em ruas movimentadas. À medida que os volumes de pacotes e a ler mais…

DHL usa drones para entregas expresso na China

A DHL Express aliou-se à EHang, dedicada a veículos aéreos inteligentes, para lançarem uma solução de entrega com drones, totalmente automatizada e inteligente, «a fim de enfrentar os desafios das entregas last mile nas áreas urbanas da China. A DHL torna-se assim a primeira empresa de transporte expresso internacional a disponibilizar este serviço na China. Wu Dongming, CEO da DHL ler mais…

Jungheinrich vence prémio IFOY com empilhador retráctil a iões de lítio

A Jungheinrich venceu o prémio IFOY na categoria Warehouse Truck, com o ETV 216i, um empilhador retrátil com bateria de iões de lítio integrada. Os IFOY foram entregues recentemente em Viena. Sobre a performance deste equipamento a empresa adianta que: «A bateria de iões de lítio integrada torna o ETV 216i o empilhador mais compacto e com melhor desempenho da ler mais…

Startup Workaround inova com ProGlove

Entre os vencedores da última edição dos IFOY Award, conta-se a startup Workaround, com sede em Munique. O prémio foi atribuído pela criação de uma luva inteligente a ProGlove, com aplicação em sectores tão diversos como o automotive, aeronáutico, industrial, logística e retalho. A ProGlove convenceu o júri devido ao desenvolvimento de um poderoso scanner, do tamanho de uma caixa ler mais…

EUA impõem novas tarifas à China no valor de 200 mil milhões

Esta sexta-feira, os EUA aumentaram as tarifas de importação de produtos chineses em 200 mil milhões de dólares, o que levou Pequim a prometer retaliar e aumentou as hipóteses de uma guerra comercial entre as duas superpotências económicas do mundo. Às 12h01 de sexta-feira (hora de Washington), as tarifas sobre produtos chineses aumentaram de 10% para 25%, depois de conversas ler mais…