Grupo Colt pretende alcançar a neutralidade carbónica das suas operações até 2030

O Grupo Colt, que inclui a Colt Technology Services e a Colt Data Centre Services (DCS), anunciou esta semana hoje o seu compromisso de garantir que todas as suas operações alcançarão a neutralidade carbónica até 2030. O anúncio de um dos principais actores da indústria tecnológica a nível mundial, inscreve-se no âmbito da sua jornada para acelerar a transição para ler mais…

Problemas de abastecimento de chips e peças levam Toyota a reduzir previsão da produção para este ano

O fabricante japonês Toyota revelou hoje que reduziu a previsão da produção global deste ano para cerca de 9,3 milhões de veículos, devido ao impacto persistente da covid-19 e aos problemas com o fornecimento de ‘chips’, bem como da redução da produção nas fábricas de peças no Vietname e na Malásia. «É uma combinação de coronavírus e semicondutores, mas no ler mais…

Sector agroalimentar: Cadeias de abastecimento em pleno funcionamento

As frutas e legumes portugueses continuam a fazer as “delícias” dos mercados externos, com as exportações a crescerem a um ritmo positivo. E nem mesmo a actual crise pandémica fez o sector agroalimentar parar. Foi com «profissionalismo e resiliência» que este sector conseguiu evitar, no último ano, disrupções e falhas no fornecimento de produtos frescos, como diz Gonçalo Santos Andrade, ler mais…

Riscos de “reputação” provocados por abusos de direitos humanos na cadeia de abastecimento

As empresas continuam a enfrentar dificuldades derivadas de riscos múltiplos que podem afectar a cadeia de abastecimento. O problema é particularmente complexo nas empresas que actuam em sectores cujo sourcing é realizado em redes multinacionais complexas de fornecedores de bens ou serviços. Assim empresas com acesso a novos mercados de trabalho que se situam para lá das fronteiras do país ler mais…

Pingo Doce comprometido com a redução do impacto ambiental das suas operações logísticas

A adesão ao Lean & Green é mais um compromisso da insígnia Pingo Doce em relação à redução do seu impacto ambiental, através da promoção de práticas mais sustentáveis em toda a cadeia de valor: desde a produção, à distribuição e ao consumo. Há vários anos que o Pingo Doce procura reduzir a sua pegada ambiental, «consciente de que todos ler mais…

Clima: METRO adere a Código de Conduta da UE e traça objectivos próprios para a sua cadeia de abastecimento

A METRO, da qual a Makro Portugal faz parte, incluiu três dos seus actuais objectivos ao nível da sustentabilidade no Código de Conduta da UE. A grossista actualiza, ainda, a sua meta climática: em vez de reduzir para metade as suas emissões de gases com efeito de estufa por metro quadrado de espaço de vendas e entrega até 2030, a ler mais…

KITKAT quer atingir a neutralidade carbónica em toda a sua cadeia de valor até 2050

A marca de chocolates KITKAT anunciou o seu compromisso em tornar-se neutra em carbono até 2025. O objectivo passa por reduzir em mais de 50% as emissões de carbono geradas através do abastecimento das matérias-primas, da fabricação dos produtos e da sua distribuição. A maioria das emissões ocorre durante a produção das matérias-primas do chocolate KITKAT, como o cacau e ler mais…

“Optimizar da primeira à última milha quando a eficiência na execução é determinante”

A cadeia de abastecimento continua a enfrentar pressão em resposta ao crescimento do comércio electrónico, aos mercados globais exigentes e às expectativas dos clientes. Com a pressão e a incerteza adicionais causadas pela COVID-19, a eficiência na execução é mais crucial do que nunca. A análise é da Zetes que no seu mais recente ebook, Optimizar da primeira à última ler mais…

Pepsico anuncia nova meta para melhorar os meios de subsistência em toda a cadeia de abastecimento agrícola

A PepsiCo anunciou uma nova meta da Agricultura Positiva, com o objectivo de melhorar os meios de subsistência de toda a cadeia de abastecimento agrícola e fornecer 100% dos ingredientes essenciais de forma sustentável. Para isso estabeleceu vários objectivos para 2030 que passam por difundir práticas agrícolas regenerativas em quase 3 milhões de hectares (quase 100% da sua pegada agrícola), ler mais…

Maersk com primeiro navio neutro em carbono em 2023

Devido aos avanços na tecnologia e na procura pelos clientes de cadeias de abastecimento sustentáveis, a A.P. Moller – Maersk anunciou que vai acelerar os seus esforços de descarbonização, com o lançamento do primeiro navio neutro em carbono em 2023. Isto implicou uma alteração aos planos iniciais que previa que tal só viesse a acontecer em 2030. Segundo Søren Skou, ler mais…