Garland cresce 43% em volume de negócios no Reino Unido em 2022

A Garland Transport Solutions (GTS) registou um crescimento no seu volume de negócios para o Reino Unido desde o Brexit. Nos primeiros oito meses deste ano, a empresa assinalou um incremento na ordem dos 43%, quando comparado com igual período de 2020. Também face ao período homólogo de 2021 se registou um crescimento de 26%. Com o início do Brexit, ler mais…

Paletes Mark 55 da CHEP facilitam exportações de empresas portuguesas para a América do Norte

A CHEP apoia as exportações portuguesas para o outro lado do Atlântico com as paletes Mark 55 (1229 x 1016 mm). Usadas principalmente na América do Norte, este formato de palete facilita a entrada de produtos nos Estados Unidos e Canadá. Em 2021, a CHEP diz ter enviado milhares de paletes para os Estados Unidos e Canadá, a partir de ler mais…

Sines aproxima-se dos 2 milhões de TEUS no «melhor ano de sempre em carga contentorizada»

O Porto de Sines diz continuar a responder à adversidade do contexto pandémico com um crescimento «homólogo expressivo» no conjunto de todos os segmentos de carga que, na carga contentorizada correspondeu a 13%, o que permitiu ultrapassar a barreira dos 1.8 milhões de TEUS (contentores de 20 pés). «Mas se 2021 fica assinalado como o melhor ano de sempre nos ler mais…

Exportações de componentes automóveis voltam a registar queda em Novembro último

De acordo com a AFIA- Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel, as exportações de componentes automóveis voltam a registar uma queda em Novembro, situando-se nos 812 milhões de euros. Uma diminuição de 13,6% quando comparada com o mesmo período do ano anterior. As exportações de componentes automóveis ficaram-se, em novembro, pelos 812 milhões de euros, o que reflete uma ler mais…

Exportações de produtos alimentares e bebidas cresceram 13,5%

As exportações de produtos alimentares e bebidas cresceram 13,5% no acumulado de janeiro a setembro deste ano, face ao mesmo período de 2019, de acordo com a análise feita pela FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agroalimentares aos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Nesta comparação com a fase pré-pandemia, o maior contributo foi dado pelas transacções para os ler mais…

Queda mantém-se nas exportações de componentes automóveis

De acordo com a AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel – as exportações de componentes automóveis registaram no mês de Julho uma queda de 10,8% relativamente ao mesmo período de 2019, fixando-se assim nos 701 milhões de euros. Depois de uma análise às vendas ao exterior nos primeiros sete meses deste ano, verifica-se que as exportações apenas ler mais…

Porto de Setúbal mantém crescimento positivo

O Porto de Setúbal movimentou 3,9 milhões de toneladas até Julho de 2021, um aumento de 3,2% em relação ao mesmo período de 2020. Este crescimento teve o impulso dos segmentos da carga geral com 2,2 milhões de toneladas, com um aumento de 16% no período comparado. Nos sub-segmentos da carga geral, a contentorizada cresceu 12%, com um total de ler mais…

Brexit “perturba” comércio entre Reino Unido e a União Europeia

Após serem accionados os prazos do Brexit, o comércio internacional do Reino Unido com a União Europeia acumula uma queda de 18,9%, face a uma redução de 9,1% com o resto do mundo. Esta análise avançada pela Crédito y Caución que refere que «o comércio do Reino Unido enfrenta desafios sem precedentes». Para além disso, os dados de comércio exterior ler mais…

Exportação de componentes automóveis sobem para 788 milhões de euros

Segundo a AFIA – Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel, as exportações de componentes automóveis em Abril subiram para os 788 milhões de euros. Este aumento, de 340%, tem como base um «valor muito baixo de 179 milhões de euros», registado em Abril de 2020. Até Abril de 2021, a soma das exportações de componentes automóveis, atingiram os 3374 ler mais…

Covid-19 faz comércio mundial cair 9% em 2020

O comércio mundial caiu cerca de 9% em 2020 devido ao novo coronavírus, registando quebras no comércio de bens de 6% e de 16,5% nos serviços, divulgou hoje a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD). De acordo com esta divisão das Nações Unidas, «o efeito da covid-19 no comércio mundial foi mais severo durante a primeira metade ler mais…