Liderança e inteligência artificial

Irão os robôs tirar-nos o ganha-pão? O receio de que a inteligência artificial e a automação possam substituir o trabalho humano e destruir empregos numa larguíssima escala tornou-se uma das preocupações definidoras da segunda década do século XXI. Este receio foi muito amplificado pela comunicação social, sobretudo a partir de um célebre artigo publicado em 2013 por dois investigadores da ler mais…

Christian Kühnhold deixa a European Pallet Association (EPAL)

Depois de mais de dois anos como CEO, Christian Kühnhold saiu da European Pallet Association (EPAL). Em Outubro de 2018, assumiu a responsabilidade pelo pool de paletes da EPAL Euro. Christian Kühnhold impulsionou projetos estratégicos na EPAL. Os seus principais desafios foram a digitalização do pool de paletes EPAL Euro, o ISPM 15 e a logística transfronteiriça, bem como a ler mais…

Dachser: Divisão Air & Sea Logistics tem nova gestão

A divisão de Air & Sea Logistics (ASL) da Dachser acaba de proceder a uma renovação da gestão, no que diz respeito às actividades da Europa, Médio Oriente e África (EMEA) e do continente americano. A posição de Managing Director ASL EMEA foi assumida por Tobias Burger, que era já responsável pelo desenvolvimento estratégico desta divisão, enquanto Deputy Director ASL. ler mais…

Dachser inicia 2021 com nova liderança

A Dachser entrou no novo ano com uma renovada liderança. Burkhard Eling assumiu o cargo de Chief Executive Officer (CEO), tornando-se, também, porta-voz do Conselho Executivo da multinacional de logística. O responsável assume, assim, o comando das unidades executivas de Corporate Strategy, Human Resources e Marketing, a qual incluiu as divisões de Corporate Key Account Management e de Corporate Governance ler mais…

Teletrabalho, liderança e confiança: o exemplo tem de vir de cima

Num anterior artigo intitulado “O teletrabalho e o isolamento dos chefes” (LM 175) chamei a atenção para a incompatibilidade entre o teletrabalho e a cultura de “presentismo” que ainda impera em muitas organizações, brincando com a hipótese de os propalados receios em relação ao isolamento dos trabalhadores remotos fosse, na realidade, a expressão do temor de solidão dos próprios chefes, ler mais…

O teletrabalho e o isolamento dos chefes

Muita da abundante literatura recentemente produzida sobre o teletrabalho, estimulada pelas condições particulares criadas pela pandemia de Covid-19, focaliza-se no problema do isolamento do trabalhador, chamando a atenção para os riscos da solidão e do isolamento a que está remetido no seu domicílio, privado do contacto com os colegas e as chefias. Desde logo, esta noção parte de uma premissa ler mais…

Liderar no “novo normal”

A Covid-19 veio intensificar e acelerar um conjunto de transformações que já eram percetíveis nalgumas organizações mas tardavam em ser adotadas de forma mais generalizada devido à natural resistência à mudança. O efeito da pandemia foi tornar o status quo mais ameaçador do que o “salto em frente”, fazendo da mudança a única alternativa viável. Não sabemos ainda se estas ler mais…

Robert Walters diz que as empresas devem continuar a investir em talento apesar do Covid-19

O COVID-19 transformou repentinamente o nosso estilo de vida e modelos de trabalho, levando uma grande quantidade de profissionais a trabalhar remotamente. Por outro lado, as soluções tecnológicas permitem que as organizações continuem a procurar, entrevistar e contratar novos colaboradores à distância. Para alguns responsáveis de selecção, realizar o processo de recrutamento ou de onboarding de forma totalmente digital é ler mais…

Pode uma empresa funcionar sem hierarquia?

Em 2015, a Zappos – uma empresa de venda de calçado online com sede na California[1] muito celebrada pela sua cultura de excelência no serviço e pelas suas práticas pouco convencionais de gestão das pessoas – decidiu acelerar o processo de implantação de uma holacracia – uma estrutura organizacional desprovida de hierarquia e na qual todos os colaboradores têm autonomia ler mais…