APAT reelege Paulo Paiva para presidente até 2023

Paulo Paiva foi reeleito Presidente da APAT (Associação dos Transitários de Portugal), em representação da GEOCARGO, para o triénio 2021-2023 em assembleia-geral de associados realizada no dia 24 de março, renovando assim um novo mandato de três anos. A assembleia geral decorreu num formato ‘online’, com uma lista única a concorrer e eleita por unanimidade dos sócios presentes. Na presidência ler mais…

APAT inicia no dia 4 de Março o ciclo de CONVERSAS FORA DE BORDO

A APAT (Associação de Transitário de Portugal) lança o ciclo CONVERSAS FORA DE BORDO onde pretende abordar como podem os portos e os Transitários ser mais parceiros, mais cooperantes, onde podem melhorar procedimentos e acima de tudo como angariar mais carga. O ciclo será constituído por Webinares trimestrais assim como entrevistas publicadas na Revista APAT. «Já no próximo dia 4 ler mais…

APAT e CPC condenam recentes práticas do transporte marítimo

A APAT (Associação do Transitários de Portugal) e o CPC (Conselho Português de Carregadores) anunciaram uma carta à Tutela onde condenam as recentes práticas do transporte marítimo, «nomeadamente as que impactam directamente com a adição de sobretaxas várias desde o início da pandemia da COVID-19, alterando condições pré acordadas entre as partes». Segundo as duas entidades «desde o início da ler mais…

APAT contra adição de sobretaxas praticadas pelas companhias marítimas e pede intervenção da tutela

A APAT – Associação dos Transitários de Portugal veio a público «demarcar-se em absoluto e veementemente das recentes práticas do transporte marítimo», nomeadamente as que impactam diretamente com a adição de sobretaxas várias desde o início da pandemia da COVID-19, alterando condições pré acordadas entre as partes. A associação apela à tutela que intervenha junto da CE de modo a ler mais…

O equilíbrio dos desequilíbrios

Poucos meses passaram pelo início de uma das maiores crises que assolou e assolará a vida desta geração e quiçá de gerações vindouras. Após o primeiro embate em que a pressão para conter a epidemia foi imensa e algo dolorosa, passámos por um verão relativamente sereno, já estávamos a despressurizar algumas áreas da economia e a voltar a encontrar algum ler mais…

Recuperação do sector: Transitários optimistas, mas só no longo prazo

A APAT promoveu junto dos seus associados um questionário relacionado com o impacto da COVID-19 e a forma como os transitários estão a gerir esta situação e a expectativas quanto ao futuro sobre a logística e a cadeia de transportes. Dos inquiridos 95,5% afirma ter implementado um Plano de Contingência para continuar com a sua actividade mas protegendo os seus ler mais…

APAT enaltece trabalho dos transitários em plena pandemia

A direcção da APAT- Associação dos Transitários de Portugal lembrou hoje em nota de imprensa o papel relevante da actividade dos seus associados durante este cenário de Covid-19, com impactos significativos na saúde e em toda a economia. «Estes impactos têm por sua vez requerido frieza e tranquilidade para garantir o transporte seguro e eficiente de carga, apesar das condições ler mais…

APAT apela para medidas de apoio ao sector de transportes de mercadorias e logística

O impacto do rápido desenvolvimento da pandemia COVID-19 já se faz sentir na actividade dos transportes de mercadorias, o que levou à APAT (Associação dos Transitários de Portugal) a enviar uma carta ao Governo a solicitar algumas medidas adicionais. Apesar de reconhecer que o Governo já tomou algumas providências, a associação apela a novas medidas como, por exemplo, «à isenção, ler mais…

Transitários portugueses exportam mais do que importam

As empresas do sector dos transitários possuem um «resultado líquido muito positivo», exportam mais do que importam, e a maioria divide-se entre Grande Lisboa e Norte, onde se encontra concentrado 94% do volume de negócios total, avança a APAT. Destaque ainda para a importância da zona comunitária para o negócio dos transitários, tanto a nível de exportações (destino de 96,51% ler mais…