Luís Simões investe 7,4 milhões de euros em Gaia

A Luís Simões inaugurou ontem, oficialmente, o seu renovado centro de operações logística e o novo centro de assistência técnica da Reta, em Vila Nova de Gaia. O projecto contou com um investimento total de 7,4 milhões de euros.

O grupo investiu na requalificação de ambos os centros de operações, cujas obras de remodelação e expansão pretenderam dotar os equipamentos das condições necessários para o crescimento das operações na região Norte, permitindo, simultaneamente, uma aposta no domínio da logística urbana. A modernização das infra-estruturas previu ainda uma requalificação ao nível da eficiência energética, através da instalação de painéis solares e de um sistema de gestão de resíduos mais eficaz e sustentável.

“Este investimento assume-se como estratégico para a Luís Simões, uma vez que nos permite ampliar o nosso potencial de crescimento na região Norte e dar resposta ao bom desempenho económico que esta zona tem apresentado”, aponta José Luís Simões, presidente da Luís Simões. “Estamos convictos que, tanto a Luís Simões, como a Reta, possuem agora as condições necessárias para continuarem a crescer e atingir os objectivos estabelecidos”, disse.

O centro de operações logísticas de Gaia tem cerca de 14.900m2 de área coberta e 1.500m2 de área de cais, tendo na sua génese a prestação de serviços de logística integrada, inversa, frio positivo, distribuição urbana, descarga de contentores, fashion e dispositivos médicos.

Além de reaqualificação e expansão, as obras contemplam uma maior aposta na eficiência energética, através da instalação de painéis solares e criação de um sistema que acompanha o consumo de energia com um indicador de consumo energético vs paletes movimentadas.

Relativamente ao Centro de Assistência Técnica da Reta, o qual funciona num conceito de one stop shop que engloba todos os serviços num só local, a empresa identificou a necessidade de alargar a oferta de serviços na zona Norte. O alargamento teve como objectivo o aumento das secções de intervenção e serviços disponibilizados, melhorando a capacidade de resposta às necessidades dos transportadores e aumentando a qualidade do serviço prestado.

Partilhar este artigo...Share on Facebook23Share on LinkedIn224Tweet about this on TwitterShare on Google+0Print this pageEmail this to someone