Garcias optimiza todos os cash and carry com Primavera

A Garcias, distribuidora de vinhos e bebidas espirituosas, implementou o POS Primavera Tlim em todos os seus cash & carry.  Com esta implementação a empresa pretende modernizar, acelerar e automatizar processos.

A Garcias tem na transformação digital uma das suas principais apostas. Depois de um forte investimento na gestão de armazéns (diminuiu o tempo de preparação de cargas em 67% com o Primavera Eye Peak), mobilidade da força de vendas (os comerciais podem fechar negócios em qualquer altura e lugar com o Primavera Mobile Sales) e analítica (a tomada de decisões é muito mais rápida e assertiva com o PrimaveraBusiness Analytics), sempre com o apoio da Inovflow, a Garcias pretendia agora melhorar e optimizar todo o trabalho nos cash and carry.

Para tal, era necessário eliminar as entropias de funcionamento provocadas pela imensidão e dispersão dos dados existentes e pelas deficiências de conexão em algumas zonas do Continente e Ilhas. Isto tornava as operações mais lentas e não permitia dar um atendimento de excelência ao cliente. Era utilizada uma intranet ligada via remote desktop à sede e a forma de ultrapassar o problema passava por tornar cada um dos cash & carry autónomo, sem necessidade de comunicações constantes à sede, mantendo a mesma fiabilidade e segurança de informação.

A escolha da Inovflow «surge pelo facto de já conhecer e ter um know-how profundo do modus operandi da Garcias, pelo domínio completo das soluções que a software house Primavera disponibiliza, e pelos excelentes resultados dos projetos anteriores», salienta Filipa Garcia, administradora da Garcias.

Para responder aos desafios, a Inovflow sugeriu e implementou o software POS PrimaveraTlim em todos os cash & carry da Garcias, tornando autónomo e mais eficiente o funcionamento de cada um, com sincronizações diárias para manter actualizada a informação financeira e logística de e para a sede.

O PrimaveraTlim proporciona à Garcias uma gestão e controlo global de frente de loja para os seus cash & carry.  A implementação do projecto teve a duração de três meses, envolvendo seis localizações diferentes (cinco cash & carry e sede), salvaguardando sempre o seu funcionamento contínuo e respondendo às diversas diferenças fiscais dos vários locais: Continente, Madeira e Açores.

Na sequência deste projeto, cada cash & carry da Garcias ganhou autonomia, não dependendo de uma intranet única para o seu funcionamento. “Retirámos complexidade ao modo de funcionamento dos cash & carry, conseguimos uma gestão integrada do negócio e o atendimento aos clientes tornou-se mais rápido e eficiente, esperando-se um aumento do volume de vendas em cada local”, revela a responsável da Garcias.

Com a implementação do Primavera Tlim, a Garcias ganhou assim “agilidade nas operações diárias, optimizou a gestão, aumentou o nível de controlo do negócio e melhorou o nível de satisfação e fidelização dos clientes”.

Os próximos passos têm por base uma reorganização no cardex da Garcias com vista à maior automatização do processo logístico da organização nos seus diversos locais (oito localizações), e a criação de soluções para expandir os canais de vendas: web, portais e outros.

Partilhar este artigo...Share on Facebook0Share on LinkedIn34Tweet about this on TwitterShare on Google+0Print this pageEmail this to someone