Kaizen: mudar para melhor

Hoje em dia, as empresas estão permanentemente a ser desafiadas a melhorar e a reinventar-se para que continuem a afirmar-se e a distinguir-se num mercado cada vez mais competitivo. Ganha esta batalha quem conseguir criar valor acrescentado ao cliente.
O Kaizen Business System é um modelo de gestão centrado na entrega de valor ao cliente e que potencia excelentes resultados. Tem como princípio envolver todas as pessoas na busca incessante pela melhoria, todos os dias e em todas as áreas, para que se implemente uma cultura de aperfeiçoamento contínuo, através da mudança de comportamentos.
O método Kaizen assenta em três grandes objetivos estratégicos: Crescimento, QCD e Motivação.
No Crescimento enquadra-se a ideação que tem como objetivo a criação de ideias disruptivas no desenvolvimento de produtos e serviços, modelos de negócio ou comercialização e vendas. Estas ações devem gerar valor acrescentado através da criação de novos produtos ou serviços, da redução de tempo de desenvolvimento do produto, ou aumento de vendas core ou adjacentes.
O QCD significa Qualidade, Custo e Delivery/Serviço. A Qualidade pressupõe que a empresa vá ao encontro das expectativas do cliente ou que as supere. O Custo está associado à eficiência de recursos. O Delivery/ Serviço está associado ao Serviço ao Cliente com redução de prazos de entrega e melhoria dos níveis de resposta.
A criação de uma cultura de melhoria contínua tem impacto direto ao nível da Motivação dos colaboradores, gerando pessoas motivadas e dedicadas, as quais atingem melhores resultados.

No âmbito do QCD, um dos objetivos Kaizen é a eficiência de fluxos em toda a cadeia de valor, que só se consegue atingir com foco na eliminação das atividades que não acrescentam valor, na redução dos Lead Times e na procura do fluxo unitário. Desta forma, ao aumentar o fluxo de materiais e informação, as organizações podem ser cada vez mais rápidas, ágeis e flexíveis na resposta ao cliente. Assim, verifica-se que o aumento da eficiência de fluxo tem um impacto direto na melhoria de indicadores como a produtividade, lead time, custos e qualidade.
Existe um modelo estruturado para melhoria de fluxos – Total Flow Management -, que tem como objetivo aumentar o Fluxo e a Eficácia dos processos ao longo da Totalidade da Supply Chain e que assenta em três princípios:
– Criação de Fluxo para Minimizar a espera de materiais na cadeia, também conhecido por just in time;
– Aumento de Produtividade de Pessoas minimizando o tempo em que não ocorre valor acrescentado;
– Produção de acordo com as necessidades do cliente (Produção Puxada)
Para atingir a excelência, as empresas devem estar focadas em identificar o que cria valor na perspetiva do cliente implementando ações que eliminem desperdício e melhorem o fluxo. Dessa forma estão mais capazes de executar o que o mercado pede, o que se traduz em clientes mais satisfeitos e fidelizados.

Tiago Sanchez, Senior Partner Kaizen Institute Western Europe

Partilhar este artigo...Share on Facebook3Share on LinkedIn26Tweet about this on TwitterShare on Google+0Print this pageEmail this to someone