ISQ assegura segurança na deslocação internacional de alimentos perecíveis

O grupo ISQ tem um Laboratório de ensaios para a Indústria de Alimentos Perecíveis em Portugal (o LABET), em Castelo Branco. A sua capacidade para ensaios de certificação ATP e emissão dos correspondentes certificados chamou a atenção do EuroMed Transport Support Project.

“Os países do médio oriente estão interessados em desenvolver parcerias com o grupo ISQ, na construção dos novos túneis ATP (acordo relativo ao transporte internacional de géneros perecíveis e aos equipamentos especiais utilizados para esse transporte). Existe ainda interesse por parte do Euromed (projecto financiado pela Comissão Europeia para a criação de um sistema de transporte integrado para o mediterrâneo), em colaborar com o ISQ em futuras campanhas a desenvolver noutros países”, refere Pedro Matias, presidente do ISQ.

O ISQ “efectua já a homologação e certificação de grupos de frio dos principais fabricantes Europeus, ex. Fábricas da Thermoking de Espanha e Irlanda do Norte, fábricas da Carrier de França, sendo estes dois os gigantes mundiais do sector, havendo ainda outros fabricantes de menor dimensão de Espanha, França, Itália, Alemanha, Israel e Coreia do Sul e pode crescer muito mais”, complementa Pedro Matias.

“A segurança e a qualidade alimentar é um factor chave, assim como o controlo da sua temperatura ao longo de todas as etapas do processo de transporte”, explica Telmo Nobre, Diretor deste Laboratório do ISQ.

“O Acordo relativo a Transportes Internacionais de Produtos Alimentares Perecíveis e aos Equipamentos Especializados a utilizar nestes Transportes (ATP) – entrou em vigor em Portugal em 14 de Agosto de 1987 – e determina que o transporte internacional de certos produtos alimentares (congelados ou ultracongelados) só pode ser realizado em veículos cujos equipamentos tenham certificado ATP e indica quais as condições para ser obtida essa certificação”, explica Telmo Nobre. Atualmente as Autoridades estão muito atentas à fiscalização destes certificados.

Partilhar este artigo...Share on Facebook0Share on LinkedIn77Tweet about this on TwitterShare on Google+0Print this pageEmail this to someone

Written by