Grande Consumo espanhol regista crescimento nos oito primeiros meses do ano

O sector do Grande Consumo retoma a evolução positiva em 2017. O mercado cresceu 0,8% em valor e 0,9% em volume nos oito primeiros meses do ano, segundo o estudo “Tendências na distribuição 2017, desenvolvido pela consultora Kantar Worldpanel.

O crescimento é generalizado nas principais secções (alimentar embalada, produto fresco e drogaria) e é, segundo Florencio García, iberia retail & petrol sector director da Kantar Worldpanel, “especialmente na secção de frescos, uma vez que é aquela que mais caiu nos últimos ano”.

Relativamento aos grupos que mais se destacaram no mercado espanhol, Mercadona, Lidl e Carrefour estão a ser os protagonistas de 2017. A Mercadona recupera a liderança em crescimento, depois de dois anos de estabilidade, onde apenas crescima na secção de frescos. A renovação dos seus estabelecimentos, a introdução de propostas saudáveis e a aposta em marcas exclusivas permitiram-lhe melhorar a sua imagem e registar o maior crescimento desde 2012: ganha 1.2 pontos de quota e concentra 24,1% do mercado.

O Lidl continua a ser a cadeia que incorpora mais compradores. Mais de 600.000 num ano. A sua aposta para cobrir todos os mercados e reforçar a sua imagem de “value for money” gera uma maior rotina de compra e confere-lhe 0,2 pontos adicionais à sua quota de mercado, até 4,3%.

O Carrefour volta a crescer em 2017 apoiado na sua estratégia omnicanal, que lhe permite manter o contacto com o seu comprador em diferentes canais e chegar a 59% dos lares. Assim, cresce com os seus hipermercados através de novas aberturas, mas também diversificando o seu formato de proximidade. No período de Janeiro a Agosto, o grupo francês acumula 8,7% do mercado, 0,2 pontos mais de em 2016.

O grupo Dia continua com o desafio de consolidar a diversificação do seu negócio. A Eroski registe nas regiões principais com importante presença e enfrenta o desafio da crescente concorrência nestas zonas. O último dos seus grandes grupos de distribuição do país é a Auchan, que também apela à omnicanalidade para parar as suas perdas de anos anteriores.

Os supermercados regionais continuam a crescer pela mão dos produtos frescos e marcas do fabricante.

 

Partilhar este artigo...Share on Facebook0Share on LinkedIn0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Print this pageEmail this to someone