EAD inaugura centro de operações no Montijo e prepara processo de internacionalização

 

A Empresa de Arquivos de Documentação (EAD) inaugurou, na passada sexta-feira, um novo centro de operações no Montijo, o qual contemplou um investimento de 1,5 milhões de euros.

O novo centro, apelidado de depósito número 15, permite à empresa receber mais 200.000 caixas de arquivo, numa área de 1.600m2 e 12m de altura, o que corresponde a 90km de arquivo, sendo que 50% do espaço já está ocupado.

O centro alberga o arquivo intermédio, ou seja, documentação das empresas que, por lei, deve ficar arquivada durante 10 anos.

Em declarações à Logística Moderna, Paulo Veiga, CEO da empresa, avançou que “hoje estamos perante um dia impar, ou seja, estamos a festejar o 24ª aniversário e inauguramos o mais moderno centro de operações para guardar o arquivo dos nossos clientes”. O mais moderno que, como diz, “é o primeiro em Portugal equipado com sprinklers, além de todas as outras questões de segurança”.

A empresa factura 6 milhões de euros, tendo investido, entre Agosto de 2016 e Agosto de 2017, 3 milhões de euros. Além deste recente investimento, destaque para a aquisição de um centro de operações no Norte em Agosto de 2016 e a compra de uma empresa de cariz tecnológico em Dezembro passado para apoio na desmaterialização e serviços BPO, entre outros.

O responsável avança que em Portugal este é um mercado que vale entre 15 a 20 milhões de euros e “está tomado, não havendo muito mais para crescer”. Quanto à internacionalização, Paulo Veiga sublinha que “está a avançar muito bem”, destacando o mercado da Polónia como próxima aposta. “Começámos a estudar os mercados a Leste, que ainda têm alguma possibilidade de crescimento, e considerámos que a economia polaca é uma das mais dinâmicas da Europa”, disse. Neste sentido, o crescimento será feito por aquisição de outra empresa naquele mercado. Como avançou, “já fizemos uma oferta vinculativa para uma empresa e estamos a estudar a possibilidade de realizarmos outra, não na zona de Varsóvia, mas noutra grande cidade”. Neste momento, a empresa está a aguardar a resposta de aceitação da oferta.

A empresa tem sede em Palmela e operações em Vilar do Pinheiro, São Miguel (Açores) e Funchal (Madeira), conta com 970 clientes em carteira, 144 colaboradores e uma frota de 17 viaturas.

Partilhar este artigo...Share on Facebook0Share on LinkedIn54Tweet about this on TwitterShare on Google+0Print this pageEmail this to someone